O tricô chegou à prisão


Há alguns anos a criadora de moda brasileira Raquel Guimarães começou a ter dificuldade em dar seguimento a todas as encomendas que chegavam à sua marca de roupa (especializada em peças de tricô). Até que encontrou uma solução para os atrasos nas entregas dentro de uma das prisões mais vigiadas do Brasil, a Arisvaldo de Campos Pires, arredores do Rio de Janeiro. Treinou 18 reclusos (com condenações que vão desde roubos à mão armada a homicídios) a fazer tricô de alta qualidade, em troca de pagamento e penas reduzidas.

Fonte: Multimédia

Clickfios.com – Sua loja de armarinhos 24 horas na internet!!!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*