Categoria Notícias

porClickfios Armarinhos

Aberta temporada da Moda Tricô em Monte Sião, Minas

A cidade mineira, considerada a Capital Nacional da Moda Tricot, abre a temporada para antecipar os lançamentos do Inverno 2011

A partir do dia 1º de fevereiro, as vitrines das lojas de Monte Sião (MG), a 160 km de São Paulo, estarão repletas de lançamentos de inverno. A cidade, que atrai turistas e compradores em busca de novidades, já vive o fervor da estação mais fria e charmosa do ano.

É a oportunidade para que os lojistas, atacadistas e fornecedores planejem suas compras com antecedência e saiam na frente com as novidades de Monte Sião.

1º de fevereiro: data de largada para a moda de Inverno em Monte Sião.
Anote no calendário!

Sobre Monte Sião
Capital nacional da moda tricot É assim que a cidade de Monte Sião, no sul de Minas Gerais, é conhecida nacionalmente. Situada a 7 km da fronteira paulista e apenas 160 km da capital São Paulo, a cidade atrai revendedores e comerciantes de todo o país, e, especialmente durante o inverno, milhares de visitantes, inclusive aqueles que têm como roteiro cidades próximas – como Lindóia, Serra Negra, Socorro, Águas de Lindóia, Amparo, Bragança Paulista, Jaguariúna, Mogi Mirim, Campinas (no interior de S.Paulo) e Pouso Alegre (MG).

Fonte: Leiamoda.com

WWW.CLICKFIOS.COM.BR Sua loja de armarinhos 24 horas na internet!!!

porClickfios Armarinhos

“Casinha do Papai Noel” de Maringá será espaço para artesanato

A “casinha do Papai Noel” de Maringá, construída pelo Provopar na Praça Napoleão Moreira da Silva, receberá um espaço para venda de presentes artesanais que, de alguma forma representem a cultura da Maringá e promovam o artesanato local.

Após análise de várias possibilidades para utilização do local, o Provopar, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e o Sebrae, chegou a essa alternativa. Na próxima segunda-feira (30), o Provopar realiza a divulgação do regulamento para os artesãos cadastrados na Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O encontro será no Auditório Helio Moreira, às 14 horas, com o objetivo de explicar o regulamento, além de abrir as inscrições para empreendedores interessados em participar da iniciativa. Entidades do município que atuem com esse tipo de produto também poderão integrar o projeto.

Segundo o coordenador do grupo de artesãos, Geraldo Donati Gomes, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, esta é uma oportunidade de melhorar a qualidade do trabalho dos artistas. “Nós desenvolvemos um projeto para melhoria da qualidade técnica, de design e de marketing voltado ao artesanato. Agora haverá uma cultura de cooperação. Mesmo que cada artista desenvolva uma arte diferente, passarão a trabalhar em grupo. Desta forma melhoram o comércio e a apresentação das obras, trazendo melhorias de renda e de trabalho”, afirma.

De acordo com a artesã cadastrada, Solange Taniguti Veras, era a oportunidade que os artistas esperavam. “Sempre buscávamos um ponto central de venda para atingir os turistas, já que as feiras acontecem em horários e locais muito variados. Um espaço organizado com um equipe administrativa é tudo o que precisávamos para melhorar a comercialização dos nossos produtos”, conclui.

O espaço será coordenado pelo Provopar de Maringá, que irá comercializar os produtos repassando a renda aos participantes selecionados.

Fonte: Odiario.com

WWW.CLICKFIOS.COM.BR Sua loja de armarinhos 24 horas na internet!!!

porClickfios Armarinhos

Artesanato amazonense é destaque em Salão de Negócios da Fashion Rio

MANAUS – A criação dos artesãos amazonenses ganhou destaque durante a 17ª edição do Rio-À-Porter, Salão de Negócios da Fashion Rio, considerado um dos maiores eventos de moda da América do Sul. As peças apresentadas no evento foram confeccionadas durante a realização do projeto Artesanato Sustentável do Amazonas, realizado por meio da Empresa Estadual de Turismo (AmazonasTur), em parceria com o Ministério do Turismo.

Além de apresentar e divulgar o artesanato amazonense para o público que prestigiou o evento, os artesãos aproveitaram para mostrar as novas cores descobertas após o processo de tingimento natural. “Durante as oficinas aprendemos que usando os próprios recursos da natureza nós poderíamos chegar às novas cores e o melhor, cores naturais, que respeitam e não agridem o meio ambiente”, disse o artesão parintinense, Gurmecindo de Souza Neto.

O artesão Nei Costa da Silva artesão também participou do Salão de Negócios da Fashion Rio. “O projeto nos proporcionou elevarmos o nível das nossas criações, ou seja, nós unimos os nossos conhecimentos com as novas maneiras de criar uma peça artesanal sustentável”, disse.

A presidente da AmazonasTur, Oreni Braga, afirmou que a ida dos artesãos amazonenses ao evento elimina qualquer participação do ‘atravessador’. “Antes, para uma peça chegar nos principais mercados, os artesãos necessitavam de um ‘atravessador’, com este projeto nós eliminamos esse personagem do processo e quem negocia é o próprio artesão”, completou.

Além do Rio-À-Porter, Oreni disse ainda que estão confirmadas a participação dos artesãos amazonenses em cinco feiras, sendo três no Brasil e duas no exterior: Firense, na Itália e outra em Lisboa, Portugal. As duas últimas são consideradas as mais importantes do mundo neste setor.

Projeto Sustentável

Agregar valor aquilo que é produzido pelo artesão local e orientá-lo para manter a sustentabilidade da matéria prima usada no seu trabalho foram os objetivos do Curso de Artesanato Sustentável do Amazonas, que o Governo do Amazonas, em parceria com o Ministério do Turismo, por meio da AmazonasTur, realizou em sete municípios amazonenses: Manaus, Iranduba, Novo Airão, Parintins, Barreirinha, São Gabriel e Tefé. Ao todo mais de 200 artesãos participaram das oficinas.

Além disso, o projeto só veio fortalecer e promover ainda o artesanato, o turismo e o respeito para o meio ambiente. “Foi partindo desses princípios que hoje esses artesãos criaram uma coleção sustentável e exclusiva que representa a identidade e a herança cultural do Estado do Amazonas”, disse a presidente da AmazonasTur, Oreni Braga.

Nas oficinas, que foram realizadas de março a novembro do ano passado, os artesãos também tiveram aulas de sensibilização para o turismo, design (novos produtos e novas técnicas), associativismo e cooperativismo, comercialização e educação ambiental (manejo participativo).

Outro trabalho fundamental neste projeto foi a criação da marca Amazonas nas peças criadas pelos artesãos. “Quando uma pessoa adquirir a peça de artesanato feita aqui no Estado ela vai saber a procedência deste produto”, destacou Oreni. (AL)

Fonte: Portal Amazônia

WWW.CLICKFIOS.COM.BRSua loja de armarinhos 24 horas na internet!!!

porClickfios Armarinhos

Clubes de Mães e grupos de idosos iniciam atividades em fevereiro

CRICIÚMA – Os Clubes de Mães e os grupos de idosos da Afasc iniciam as atividades no dia 28 de fevereiro. O preenchimento das vagas se estende até 30 de março. Já, as oficinas iniciam suas atividades no dia 14 de março.

A Afasc, por meio do departamento de Clube de Mães está com uma loja de artesanato acoplada ao Supermercado Giassi no bairro Santa Bárbara, em Criciúma. O espaço conta com trabalhos como, pintura em tela e em tecido, mosaicos e peças em tecidos patchwork. A loja ficará aberta das 9 às 21 horas e as próprias participantes dos Clubes de Mães é que são as responsáveis.

Fonte: Sul Notícias

WWW.CLICKFIOS.COM.BR – Sua loja de armarinhos 24 horas na internet!!!

porClickfios Armarinhos

Instituto Mauá capacitou mais de dois mil artesãos em 2010

As capacitações atingiram 38 cidades e outras 30 tiveram seu modo de produção diagnosticado como forma preliminar para a implantação e efetivação da cadeia produtiva do artesanato.

No ano passado, o Instituto Mauá beneficiou diretamente 2.010 artesãos em todo o estado com ações de fomento à produção, a partir da capacitação e qualificação profissional, oficinas práticas e teóricas sobre temas pertinentes à técnica comercial, desde a formação de preço ao design final dos produtos, o manejo da matéria-prima e educação ambiental, reforma e adequação dos espaços produtivos e entrega de equipamentos e ferramentas de trabalho.

O trabalho de pesquisa sobre a produção artesanal envolveu ainda 115 municípios nos 26 territórios de identidade do estado, que durante seis meses foram minuciosamente estudados para identificar e caracterizar as comunidades artesanais – levando em conta o seu perfil socioeconômico e bens culturais, potencialidades e carências – para subsidiar as ações e projetos das instituições que atuam no segmento artesanal. Foram ouvidos 1.632 artesãos e 102 associações e cooperativas durante a pesquisa.

Hoje, o Mauá atua junto a 86 comunidades artesanais com ações de fomento e em 50 municípios na aquisição da produção – somente este ano, foram mais de 25 mil peças compradas para comercialização em suas duas lojas, na Barra e no Pelourinho, e nas diversas feiras realizadas ao longo do ano.

Além da tradicional Feira Baiana de Artesanato, o instituto divulgou a legítima arte produzida no estado nos diversos cantos do país.

Fonte: Calila Notícias

WWW.CLICKFIOS.COM.BR Sua loja de armarinhos 24 horas na internet!!!

porClickfios Armarinhos

Artesãos expõem produtos na Feira Dorcas

Exposição será a partir das 18h30 no estacionamento da Igreja Assembleia de Deus, no bairro Cazeaca

Marcelo Calfat – Repórter

A 3ª edição da “Feira Dorcas”, que começa Hoje e vai até domingo, está recheada de produtos artesanais. São aproximadamente 50 expositores de vários bairros de Uberlândia que vão comercializar utensílios domésticos, chinelos personalizados, produtos para decoração, panos de prato, crochê, ponto cruz, bordado, vagonite, ponto xadrez e outros itens. A feira faz parte do projeto “Geração de renda para mulheres”, criado em 2009.

Segundo o presidente da Associação Cristão Cidadão, idealizadora do projeto e da feira, Márcio Nobre, o propósito é promover cidadania e capacitação para geração de recurso extra. “Assim como proporcionar a estas mulheres a cura de depressão, por meio de terapia ocupacional. Temos alguns relatos de várias artesãs que já estão com uma renda considerável, em função das habilidades aprendidas e desenvolvidas com o projeto”, disse.

Para quem participa, a exposição de amanhã é uma maneira de mostrar os produtos e complementar ainda mais a renda. “Vou mostrar tudo o que sei fazer de melhor. Pano de prato, tapetes, crochê, macramê, vagonite, de tudo um pouco. E isso é bom para todo mundo, para nós artesãos, para público. Estou muito feliz e espero atingir nosso objetivo que é vender bastante”, afirmou Carmélia Muniz da Silva.

Maria Alves Guedes, que há 27 anos começou a fazer crochê e não parou mais, disse que não dá para medir a alegria de participar da exposição. “Eu sou apaixonada por artesanato. Eu fazia crochê e com o tempo fui aprendendo outras coisas. Hoje faço ponto cruz, bordado, vagonite, ponto xadrez. A feira nos dá oportunidade de mostrar nossos produtos e vender mais”, disse.

Serviço

Sábado: 18h30 às 22h
Domingo: 8h30 às 12h – 18h30 às 22h
Local: Avenida Rondon Pacheco, 4094 – Cazeca (estacionamento da Igreja Assembleia de Deus)
Entrada franca

Para participar do projeto “Geração de renda para mulheres”
Telefone: 3239-1157

Endereço: Avenida Lázara Alves Ferreira, 500 – Jardim Finotti
Fonte: Jornal Correio de Uberlândia

WWW.CLICKFIOS.COM.BR Sua loja de armarinhos 24 horas na internet!!!